fbpx Skip to main content

O futuro é um dos eixos principais de nossa existência. Mesmo que frases como “viva cada dia como se fosse o último” soem bem e possam ser motivadoras, vivemos pensando em que temos um amanhã. Planificamos o que faremos esta semana, quais são os propósitos para o ano que começa, que tipo vida queremos quando nos aposentarmos, o que gostaríamos de dar a nosso filhos. E também o adiamos, mas isso é para outro artículo.

A questão é que o futuro é algo em que, inevitavelmente, pensamos e que muitas vezes nos gera ansiedade. Por isso devemos recorrer a diversas ferramentas que nos ofereçam segurança. Adquirir um seguro de vida é investir em tranquilidade. É um colchão econômico com o qual contamos para o futuro que desejamos e que nos protege diante de situações inesperadas. Ninguém quer pensar nisso, mas está aí. 

Um seguro de vida cuida de você e de outras pessoas que dependem de sua renda, aconteça o que acontecer. Há diferentes tipos de seguro de vida e com diferentes particularidades, mas podem se dividir em duas grandes categorias: com prazo determinado ou vitalício

Seguro de vida com prazo determinado

É uma cobertura que se estende durante um período de tempo predeterminado. A duração da apólice é decidida entre você e seu assessor, baseando-se nas necessidades pessoais ou objetivos pontuais. Por exemplo, você pode querer garantir a educação de seus filhos ou que eles estejam cobertos economicamente até terem idade para se independizar. Terminado o período de tempo combinado, você tem a possibilidade de renovar ou não este seguro. O mais solicitado hoje em dia é o de 20 anos.

Seguro de vida vitalício

Se o que você procura é continuar obtendo proteção, mesmo contando com ativos que ofereçam proteção econômica a sua família até o momento de se aposentar, o seguro de vida permanente é ideal, já que não vence dentro de um período de tempo específico. Além disso, tem funções de poupança muito interessantes que vai depender do tipo de seguro permanente que você escolher.

Pensar em qual seguro precisamos é pensar em nós e nos que nos rodeiam. Quais são minhas prioridades? O que eu quero para o futuro? O que é o mais importante para mim? Qual apoio econômico quero e posso dar a meus entes queridos? São algumas das perguntas que você deve se fazer. O mais importante é ter tomado a decisão. Parabéns, você pode dormir tranquilo.

Leave a Reply