fbpx

A independência financeira ganhou popularidade à medida que mais pessoas procuram uma forma de escapar da corrida dos ratos muito antes da idade normal de aposentadoria. Hoje em Mundo Supra, te trazemos as melhores dicas para conseguir suas metas econômicas e alcançar o estilo de vida que deseja para você e sua família.

O que é a independência financeira?

Embora possamos definir de maneira diferente para cada um, geralmente significa não depender de um trabalho ou de outra pessoa para cobrir os gastos e manter o estilo de vida escolhido. Uma das características das pessoas financeiramente independentes é que costumam ter uma poupança e investimentos, dado que este tipo de ferramentas nos oferece maior liberdade na hora de poder decidir onde e como viver.

Como conseguir a independência financeira?

Tornar-se uma pessoa economicamente independente requer um pouco de planejamento, a menos que você tenha a sorte de ganhar na loteria ou receber uma grande herança. Os assessores financeiros pessoais geralmente recomendam que as metas financeiras tenham cinco características: Específicas, Mensuráveis, Alcançáveis, Relevantes e de Duração Determinada. (Estes cinco objetivos são geralmente abreviados com o acrônimo SMART).

8 passos para alcançar a independência financeira:

1. Foque no importante.

Quando você tomar a decisão de ter independência financeira e liberdade econômica, está na hora de focar mais no quanto você gasta do que em quanto você ganha. Já não se trata de dedicar sua vida ao trabalho, mas de canalizar suas forças em administrar sua renda, em controlar suas emoções e em vigiar em que você gasta. Cuide de seu fluxo de dinheiro.
Sem dúvida, você pode conseguir sua independência financeira cedo, identificando e cercando as fugas desnecessárias de dinheiro. Você pode fazer um cálculo rápido e você vai se surpreender: se você economizar 30% de seu salário ao limitar seus gastos, como não comprar um carro luxuoso, não sair para comer fora de casa sempre e não ter gastos formiga, entre outros, você vai conseguir o que quer.

2. Defina o que significa a independência financeira para você.

Como dissemos, mesmo havendo algumas pautas claras gerais, a segurança financeira é diferente para cada um. Por exemplo: é possível que você queira se aposentar quando estiver na meia idade e passar o resto da sua vida viajando. Ou pode querer trocar seu trabalho das 9h às 18h por um negócio ou atividade secundária que gere uma renda passiva. Ter uma ideia clara de como é sua visão da independência financeira pode te ajudar a estabelecer metas viáveis para alcançá-la.

3. Crie metas mensuráveis.

Digamos que seu sonho é se aposentar aos 45 anos com 2 milhões no banco. Este é um objetivo claro com o qual você pode medir facilmente seu progresso e ter um horizonte de tempo concreto. Então você pode usar esse objetivo para criar um plano sob medida. Por exemplo, se você está começando a investir aos 25 anos, sabe que tem duas décadas para investir. Com sua renda atual e o objetivo de juntar 2 milhões, você pode calcular o quanto você precisa economizar e investir mensal ou anualmente para chegar lá.

4. Torne o pagamento das dívidas uma prioridade.

A independência financeira significa que você está no comando de seu dinheiro e é imprescindível cortar os laços com as dívidas. Se você se aposentar antes do tempo, mas ainda tem dívidas de cartão de crédito ou empréstimos estudantis, essa não é a verdadeira liberdade financeira. Livrar-se dessas obrigações financeiras significa que você tem mais voz no que você faz com suas economias e investimentos. Então, se você tem dívidas agora, mas o objetivo é a independência financeira, você deve considerar que tipo de plano estratégico pode te ajudar a quitá-las o mais rápido possível.

5. Não entenda mal o conceito de “riqueza”.

“Gostaria de ter dinheiro suficiente para parar de trabalhar” ou “ser rico para gastar sem olhar o preço” são frases genuínas, mas o problema está quando vêm de crenças errôneas ou limitantes sobre o dinheiro. O conceito de riqueza se associa habitualmente a um nível de renda muito elevado e possuir grandes propriedades. O erro é associar em sua mente a liberdade financeira a esta ideia. Incorpore uma nova visão onde o tempo, e não o dinheiro, é o fator determinante para aumentar sua liberdade econômica.

6. Viva abaixo de suas possibilidades.

Isso significa tomar todos os passos possíveis para reduzir gastos e liberar dinheiro que você pode economizar ou usar para pagar dívidas. Isso começa revisando o orçamento e procurar gastos desnecessários, mas você pode ir um passo além e procurar formas mais extremas de economizar, como se mudar a uma cidade com um custo de vida mais baixo.

Quanto mais você puder cortar de seu orçamento, mais você poderá economizar para alcançar seu objetivo de independência financeira. E pode ser necessário muito mais do que os 15% padrão de sua renda mensal que a maioria dos especialistas financeiros sugere para uma aposentadoria típica. Contudo, é possível que você deva economizar 40%, 50% ou inclusive mais de sua renda para acumular o dinheiro que você precisa. Não esqueça realizar um acompanhamento de seu progresso com regularidade.

7. Diversifique seu negócio.

Gerar fontes diversas de renda te permite aproveitar todo seu potencial e aumentar seus recursos em menor tempo. Por exemplo: se você é assessor financeiro, aproveite as oportunidades comerciais que tem cada cliente oferecendo a eles produtos e serviços diversos.

8. Contrate um assessor financeiro.

A independência financeira pode te ajudar a viver a vida de seus sonhos, mas é necessário ter uma visão precisa e um plano detalhado para conseguir isso. Para isto a melhor opção é solicitar a ajuda de um especialista, que vai te escutar e ajudar a procurar as melhores alternativas de planejamento financeiro para você e sua família.

Leave a Reply